Siga nas Redes Sociais

Geral

Ana Gouveia: “parei de cantar com a sensação de dever cumprido”

Publicado

em

Foto: Reprodução/Facebook

A cantora Ana Gouveia pode estar se despedindo de vez dos palcos em 2019. Um dos seus últimos trabalhos será a gravação do DVD Imaginar no mês de março. Em tom de despedida, a ex-vocalista da Calcinha Preta disse ao Forró Dicumforça que vai deixar imortalizados grandes sucessos do forró em sua voz.

“Parei de cantar com a sensação de dever cumprido. É bola pra frente. Para 2019 vou gravar o DVD Imaginar e fechar com chave de ouro deixando eternizados grandes sucessos. Vai ser muito lindo”, adiantou.

Embora não descarte voltar aos palcos, ela afirma que seu propósito é investir no ramo empresarial, montando seu próprio negócio em Salvador, onde mora atualmente com o marido.

“Não sei o que vai acontecer. Não tenho projeto pra mim cantando. Estou pensando em abrir algo pra mim, já estou pesquisando. É algo no meio da beleza. Tenho outros projetos paralelos à música, mas não vou dizer que dessa água não beberei. Não é o meu foco, meu objetivo. Eu quero buscar outras coisas pra mim. Me preparei para isso. Desejo boa sorte e que Deus abençoe todo mundo que fica, que ama essa profissão. É uma profissão um pouco cansativa, ingrata. Chega um momento na vida que precisamos nos reinventar e não estou falando isso com frustração não, de forma nenhuma. Acho que fiz uma história”, afirma.

Apesar do probleminha na coluna que persegue a cantora, ela garante que está bem desde que deixou a Calcinha Preta em novembro do ano passado. “Eu estou ótima. Quem me acompanha e sabe da minha história, sabe que estou em um momento que pedi a Deus. Eu orava e pedia muito a Deus para ter esse tempo meu em casa, descansando, afinal de contas eu cantei minha vida toda. Casei e estou cuidando da minha casa. Estou vivendo tudo que eu pedi e sonhei”, comemora.

E por falar em Calcinha Preta, Ana Gouveia disse que sua saída da banda já estava programada, mas nada relacionado ao casamento ” Meu marido não me pediu nada, mas desde quando eu entrei, já tinha esse propósito. Silvânia foi fazer carreira solo e me ligou pedindo pra que eu ficasse no lugar dela. Já tinha esse propósito de eu entrar e não passar tanto tempo. Não era meu pensamento mais de passar uma vida cantando. Aconteceu que nesse período eu casei e achei que era o momento de eu viver minha vida. Nada é para sempre, Calcinha Preta não é para sempre, nenhuma banda é. O motivo maior, mais forte, foi esse”, revela.

Foto: Reprodução/Facebook

Ana revelou que chegou a receber vários convites de outros grupos, mas optou por permanecer fora dos palcos.

“Algumas bandas entraram em contato comigo. O que era bom pra mim é porque Calcinha Preta era de Aracaju. Eu sou de Aracaju. As bandas que me procuravam geralmente eram de Fortaleza, Rio Grande do Norte, bem longe da minha cidade. E no momento eu acho que não estou preparada. Eu já saí da Calcinha Preta sem problema nenhum só para descansar mesmo, aí de repente eu estar arrumando mala, rodando o mundo e participando para uma cidade que não é minha? Eu não sei. No momento não é o meu foco e estou preferindo descansar mesmo”, disse.

Experiente, a ex-Calcinha Preta revelou tristeza com os rumos do forró. Para ela, o ritmo está perdendo a sua essência.

“Essa é uma das minhas tristezas. Eu vim de uma época muito boa do forró. O forró hoje está meio que misturado. Modernizou muito e a gente está perdendo um pouco da essência. Hoje em dia o forró que as pessoas escutam é para beber, mas não é pra dançar. A última coisa é dançar. Mudou muito o forró. É tanto que tanta gente vira sertanejo e sertanejo o povo confunde com forró e vira uma misturada. Ganha por um lado e perde por outro”, declarou, lembrando do forró romântico.

“A gente esqueceu do forró romântico, aquele forró gostoso de dançar. No fundo, no fundo, se perderam aquelas letras maravilhosas. Calcinha Preta está aí para comprovar isso, Limão com Mel, Magníficos, tantas bandas maravilhosas que estão esquecidas”, finalizou.

Comentários

Destaque

Assista: Edson, Batista, Bell e Diau fazem grande encontro em Caicó

Publicado

em

Por

A cidade de Caicó, no Rio Grande do Norte, foi testemunha nesta quarta-feira (24) de um dos maiores encontros de vozes do forró. No mesmo palco, os irmãos Edson e Batista Lima, Bell Oliver e Daniel Diau.

O quarteto enlouqueceu a multidão ao cantar “Você vai ver”, de Zezé de Camargo e Luciano.

Batista Lima cobrou mais encontros dos cantores. “Esse encontro tem que acontecer sempre”, disse.

Já Bell admitiu ser fã dos irmãos Lima. “Era um sonho ver os dois cantando juntos novamente”, declarou o vocalista da Calcinha Preta.

Edson Lima afirmou que era um sonho cantar a música “Você vai ver” com o irmão e os amigos da Calcinha Preta.

Assista:

Show aconteceu em Caicó, no Rio Grande do Norte

Comentários

Continue Reading

Destaque

Batista Lima grava DVD que comemora 30 anos de carreira

Publicado

em

Por

Quem esteve no Clube Cabo Branco, em João Pessoa, no último dia 13, custou a reconhecer o local. O ginásio da agremiação foi completamente transformado para sediar a gravação do DVD “Amor Que Não Para”, do Batista Lima. O cantor escolheu a capital paraibana para registrar seu novo projeto, que marca o início das comemorações dos seus 30 anos de carreira artística. Fãs paraibanos e de diversos estados do País marcaram presença no evento.

A noite de festa começou em grande estilo, com show de Eliane, a “rainha do forró”. Logo em seguida, Batista e sua banda subiram no palco especialmente montado para a gravação, e embalaram os forrozeiros de plantão por quase duas horas de apresentação. Em carreira solo há cinco anos, o cantor abriu o show com seu mais novo sucesso, “Judia”. A canção figura entre as faixas do projeto, ao lado de “Dia 26” e “Meu Nome”.

Mas como o momento era para celebrar três décadas de história, o repertório também fez uma viagem no tempo, a fim de resgatar músicas que marcaram gerações, gravadas por Batista durante seus 22 anos à frente dos vocais da banda Limão com Mel. “Toma Conta de Mim”, “Vivendo de Solidão”, “Um Sonho de Amor” e “Tome Amor” foram alguns dos hits relembrados na setlist.

Fotos: André Luframaia

Estrutura

Para uma comemoração especial, também foi preparada uma produção à altura. Com o apoio de uma equipe de aproximadamente cem profissionais atuando nos bastidores, Batista levou ao Cabo Branco uma estrutura inédita e impactante. A megaestrutura do palco – que possuía 45 metros só de boca de cena – foi uma atração à parte, deixando muita gente impressionada.
Para dar vida à concepção cenográfica desenvolvida por Erisson Raulino, da Carga Criativa, utilizaram mais de 200 metros de stripleds e painéis de alta definição. Tudo foi minuciosamente desenhado com elementos e tecnologias que faziam um passeio pelos 30 anos de carreira do artista: para remeter ao passado do cantor, foram usados 120 metros de stripleds de baixa resolução; e para referenciar o futuro, mais 165 metros de LED de altíssima definição, o que há de mais moderno no showbiz. Os equipamentos de iluminação somavam, no total, 15 toneladas.

Imagens

A captação das imagens que vão compor o DVD ficou por conta da Imaginar Filmes, sediada em Fortaleza. Levando a assinatura de Kelson Veras na direção, as gravações aconteceram com câmeras de última geração, todas com resolução 4K. A direção de fotografia foi de Marcelo Venâncio, sócio da Imaginar.

Tanto zelo acabou prontamente correspondido pelo público, que encheu o ginásio do clube, cantando e vibrando a cada canção. Claramente realizado com tudo o que viveu naquela noite, Batista Lima usou as redes sociais para fazer um agradecimento emocionado. “Tudo o que proporcionei foi uma retribuição sem medidas pelo carinho aos fãs paraibanos. Foi lindo e inesquecível esse encontro especial”, disse. A previsão é que o DVD já comece a ser divulgado em agosto.

Fonte: Ascom

Comentários

Continue Reading

Geral

Desejo de Menina lança clipe com participação de Dão Lopes

Publicado

em

Por

Como já é de costume, a Desejo de Menina lançou mais uma canção que promete apaixonar os fãs.

O novo trabalho, intitulado de “Um mês e vinte dias”, chega também em clipe com a participação de Dão Lopes, da Moleca 100 Vergonha.

Assista:

Comentários

Continue Reading
Publicidade

Facebook

Mais Lidas